1.11.08

Uma incrível jornada

Pego um ônibus de uma linha interestadual em trânsito e o que mais vejo é gente que comprou bilhete para poltronas da parte de trás do carro sentada em nossos lugares na frente. O mais interessante é que o fulano (o pequeno meliante) sempre volta para a cadeira de origem com muxoxos do tipo "Ô, por que vc n senta em qualquer lugar?". Nesta última viagem (ô, Gontijo, vamos criar um sistema de milhagem?) um simpático-porém-sonso casal de velhinhos aboletou-se na primeira fileira de cadeiras, no que foi abordado por uma simpática-porém-casca-grossa dupla de velhinhas*. Dizem os sonsos:

- Por que não sentam em qualquer lugar? Respondem as velhinhas:

- Se qualquer lugar era bom pra vocês, por que saíram do seu lugar?

Os sonsos voltaram pras poltronas, entre muxoxos, claro.

***

Para completar esta incrível jornada, o motorista solta a voz e canta a plenos pulmões e plena desafinação forrós plenamente vulgares em todo o trajeto. Detalhe: a viagem era de noite e o ínsone aqui n dormiu. Pra dizer a verdade, está quase dormindo em cima da tela.

P.S.: *Seriam estas velhinhas parte do Esquadrão Geriático de Extermínio (cito de memória uma criação da Hilda Hist, que pode ser lida no livro de crônicas Cascos e Carícias - procura no Google que vc acha, ó improvável leitor!)

Nenhum comentário: