18.11.08

Um estádio de primeiro mundo para um futebol de quinta categoria...

Ok, então o futebol brasiliense, essa potência futebolística, terá direito a um dos estádios mais modernos do país por módicos R$ 55 milhões públicos...? E logo depois da inauguração ele vai abrigar clássicos imperdíveis como Gama x Ceilândia, Guará x Taguatinga e por aí vai...? E logo em Brasília?, cuja periferia (o Entorno) é extremamente violenta e onde os tais R$ 55 milhões públicos seriam muito bem-vindos, caso transformados em equipamentos de segurança, por exemplo.

Então tá.

17.11.08

Ludopédicas (*)

o jornalismo esportivo é bem irresponsável, não? Estão fazendo muita festa pro São Paulo, como se não houvesse um Grêmio aguerrido na cola e como se o tricolor paulista não tivesse três jogos encardidos até o final do campeonato.

Que o time está mais próximo do tri, é fato. Mas o campeonato está aberto para cinco times. E francamente aberto para dois deles! Acho a abordagem da imprensa esportiva totalmente equivocada.

***

Se o nível técnico do futebol pelo mundo anda ruim como dizem os especialistas, por que não assumir que o Brasileirão é o campeonato de futebol mais empolgante do mundo? Bem que poderíamos ser uma espécie de NBA, não?, e gerar interesse maior do mundo (leia-se Europa) pelo nosso campeonato.

Não me lembro de ter visto 5 times com reais condições de levar o título a 3 rodadas do final em nenhum campeonato europeu. Definitivamente, o futebol brasileiro é sub-aproveitado...

P.S.: (*) É... Sou péssimo com títulos.

16.11.08

Certamente o Alan Greenspan olha esta capa e suspira: "Como éramos felizes...!"

5.11.08

Simples assim.

(...) não me vejo como um modelo para uma geração, ou uma etnia específica. A mensagem que eu passo é que as portas estão abertas para todos. Qualquer um pode conseguir o que quer. Quero ser um exemplo positivo para todos. Nunca fui para a pista pensando que sou o único negro a guiar na Fórmula 1. Sempre fui bem tratado e respeitado, e estou muito orgulhoso do que conquistei.

Lewis Hamilton.

Ingenuidades (?) da nossa política externa

Vitória de Obama deve melhorar relação com AL, diz Amorim

no Estadao.com.br


Pois é, o último presidente Democrata foi acusado de querer invadir a Colômbia...

1.11.08

Complexo de Lady Kate

Um inequívoco traço de educação, de civilização mínima, é uma bestunta falar ao celular em uma BIBLIOTECA. Seria um complexo de Lady Kate?

Uma incrível jornada

Pego um ônibus de uma linha interestadual em trânsito e o que mais vejo é gente que comprou bilhete para poltronas da parte de trás do carro sentada em nossos lugares na frente. O mais interessante é que o fulano (o pequeno meliante) sempre volta para a cadeira de origem com muxoxos do tipo "Ô, por que vc n senta em qualquer lugar?". Nesta última viagem (ô, Gontijo, vamos criar um sistema de milhagem?) um simpático-porém-sonso casal de velhinhos aboletou-se na primeira fileira de cadeiras, no que foi abordado por uma simpática-porém-casca-grossa dupla de velhinhas*. Dizem os sonsos:

- Por que não sentam em qualquer lugar? Respondem as velhinhas:

- Se qualquer lugar era bom pra vocês, por que saíram do seu lugar?

Os sonsos voltaram pras poltronas, entre muxoxos, claro.

***

Para completar esta incrível jornada, o motorista solta a voz e canta a plenos pulmões e plena desafinação forrós plenamente vulgares em todo o trajeto. Detalhe: a viagem era de noite e o ínsone aqui n dormiu. Pra dizer a verdade, está quase dormindo em cima da tela.

P.S.: *Seriam estas velhinhas parte do Esquadrão Geriático de Extermínio (cito de memória uma criação da Hilda Hist, que pode ser lida no livro de crônicas Cascos e Carícias - procura no Google que vc acha, ó improvável leitor!)

Uma hora perdida. Literalmente.

Ir para um lugar em que o fuso horário é adiantado ao seu representa - literalmente - uma perda de tempo.