18.8.08

"Nossos atletas em Atenas: os meus preferidos são os que chegam desacreditados aos Jogos e, confirmando todos os prognósticos, perdem logo de cara. Quanto mais incompetentes, melhor"

Diogo Mainardi, em 2004. Mas poderia ser ontem mesmo...


Nestas Olimpíadas até agora (18.08) ganhamos 5 medalhas. Para os próximos jogos (Londres 2012), só uma emissora gastou 60 milhões de dólares apenas pelos direitos de transmissão. Imaginando que os custos atuais para a principal emissora não sejam um montante muito diferente, cada medalha até agora custou a bagatela de 12 milhões de dólares. Não é por nada não; é um interesse exagerado por uma subpotência esportiva, não?

***

Não bastassem as mazelas esportivas genuinamente brasileiras, uma de nossas melhores atletas teve a magnânima ajuda da, digamos, organização chinesa (com o perdão pelo mau uso da palavra...) que simplesmente perdeu o instrumento de competição. Bueno, bueno... Depois dessa, por que não imaginar (a sério) uma edição de Jogos Olímpicos no Rio?

Para quem não se lembra, os elogiados Jogos Panamericanos de 2007 teve ao menos 4 finais não realizadas porque a infra-estrutura das respectivas arenas não aguentou as chuvas. Isso é tão grave quanto perder material dos atletas. Portanto, o Rio está apto a sediar os Jogos. Ou não?

***

Falando em Pan 2007. Há pouco mais de um ano a crônica esportiva estava embevecida com certa "potência esportiva emergente"... Pfui.

Nenhum comentário: